Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto





"EU, CARTEIRO"



O sol, ainda não nasceu
e já começa a minha jornada,
deixo o quarto meu e seu
e dou início à caminhada.

Percorro rua por rua
e chamo, casa por casa,
quando sinto saudade tua
ah! Se eu tivesse asas!

Vou entregando saudade
vou entregando lembrança,
às vezes felicidade...
noutras vezes esperança.

É a vida de um carteiro
com seu arfoje pesado,
enfrentando cães caseiros
com o seu pesado farde.

Às vezes recompensado
por alguém dar um sorriso,
às vezes se sente honrado
sente-se, num paraíso.

Volta pra casa à noitinha
pro refugio e o calor...
encontra a esposa calminha
esperando o seu amor.




Antonio Hugo
Enviado por Antonio Hugo em 06/07/2006
Código do texto: T188639
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Antonio Hugo
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 63 anos
3954 textos (276639 leituras)
185 áudios (36737 audições)
9 e-livros (7865 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 26/02/21 01:41)
Antonio Hugo