Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PENÉLOPE



"Canto tua beleza
Que tal força lusca,
Da nascente estrela
Em centelha brusca."

. . .

Tece ela o manto
Sob o olhar do dia,
Que à noite um tanto
Outro igual desfia...

A esperar em côrte
O que lhe foi embora,
Prometido foste
Torná-la senhora...

Sem ousar saber
Do tanger da teia
Que lança a colher
A mortal sereia,

Cumpre pelo mito
Sua sina humana,
Sem lançar um grito
Em paixão insana...

A esperar que volte
Seu Ulisses ido,
Amarrado em poste
Vinga o prometido...

Pois que ele retorna
À sua Penélope,
Inumana forja,
Por amor, velo-te...

Da metade oculta
Outra se lhe tem,
Se em si transmuta
O que foi e vem.


Preto Moreno





Preto Moreno
Enviado por Preto Moreno em 11/07/2006
Código do texto: T191558


Comentários

Sobre o autor
Preto Moreno
São José do Rio Preto - São Paulo - Brasil
9219 textos (124868 leituras)
23 áudios (507 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/03/21 11:13)