Strip Tease

Angélica T. Almstadter

Rasgo-me no palco da vida

Fera solta e desinibida

Pronta para o abate

Ou para o ataque

Retalho os meus traços

Delimito meus passos

Me entrego aos abraços

Dos braços lassos

Quem nem sempre me cabem

Ou me sabem

Me anseiam,

Me rodeiam.

Perco a compostura

Esqueço a mesura

Pra me despir em palavras

Espraiar lavras

Verdade pura

Sem censura

Do jeito que me brota

Em cada nota

Como melodia

De alegria ou nostagia

Sendo tocada

Por mão crispada

Ao fim do despir, nem sempre

Me fiz sentir e impotente

Me lanço ao solo

Busco um colo

Saio do palco, da cena

E apesar de serena

No meus silêncios me atiro

Por dentro me reviro

Hora de repensar

Se vale a pena me desnudar.

Angélica Teresa Faiz Almstadter
Enviado por Angélica Teresa Faiz Almstadter em 24/05/2005
Código do texto: T19224
Classificação de conteúdo: seguro
Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.