Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Menino de rua:




Com tristeza, aquele menino.
Ouviu alguém na rua, lhe dizer.
Bastardo, porque, tu não some.
Tu, sujas a rua com tuas vestes.
Vá, saia da frente eu quero passar.
As calçadas são para as pessoas
Não para esfarrapados, imundos.
Vagabundos ou mortos de fome.
Some, vá logo procurar o seu lugar.
Com lagrimas nos olhos, o menino.
Se ergueu, para ver quem o maltratava
Então viu aquela Senhora bem vestida
Trazendo nos braços um cachorrinho
Com o rosto banhado em lagrimas disse.
Senhora, sou órfão, e não tenho ninguém.
Com meus doze aninho, eu tenho menos.
Bem menos que o seu cachorrinho tem.
Ele tem um lar, e se alimenta todo dia.
Eu não sei, quando foi a ultima vez.
Que eu tive uma refeição decente
Ou uma cama quentinha para dormir
Meus pais se foram, eu fiquei sozinho.
Não tenho pra onde ir, só me resta a rua.
Já que a sociedade me rejeita e não quer
Que eu tenha um lar, onde eu possa viver.
Sem ser chutado pêlos próprios irmãos!

vovonei:

Pelotas: 14/07/06
 





Volnei Rijo Braga
Enviado por Volnei Rijo Braga em 15/07/2006
Código do texto: T194302
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Volnei Rijo Braga
Pelotas - Rio Grande do Sul - Brasil, 74 anos
2317 textos (155366 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 28/02/21 16:15)
Volnei Rijo Braga