Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Madrugada

Nossa normalidade escarrada cara a cara
Pessoas estranhas na madrugada
Buscando prazeres pouco viáveis
Dores da ausência
Sexos em evidência
Ligações, conversações, imaginações
E um nada pra entender, outro alguém pra conhecer
Um anti-fluxo, refluxos num outro jardim
Abdicando de todo luxo para ver o que resta a mim
Estranhamentos, contentamentos tão simplórios
Logo após o chão, a essa toda depravação
O dia amanhece
A madrugada sem rumo, sem dono
Então se esquece.
M K
Enviado por M K em 24/05/2005
Reeditado em 24/05/2005
Código do texto: T19433


Comentários

Sobre o autor
M K
Curitiba - Paraná - Brasil, 36 anos
53 textos (2552 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/07/20 23:37)