Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Muito tempo, mais...

Os vermes do tempo,
Corroeram nossa carne,
A sua corroeram ainda mais,
Não tenho como saber o quanto,
Eles te abateram,
Dos seus passos, não sei,
Quantos mais...
Mas nossos passos se aproximaram outra vez,
E te senti tão frágil,
Flor que se resente,
Duma pequena brisa,
Dum calor ameno,
Duma luz fugaz!
Queira Deus,
Que estas visões sejam apenas miragens...
Que em meus olhos molhados,
Vieram estar...
E se tu choravas na despedida,
Eu chorava enquanto partia...
Que o seu pranto tenha sido de alegria,
-pelo nosso encontro!
Pois o meu foi de alegria,
Por ter estado a teu lado,
Ter ouvido a sua voz,
-tão calma e amiga!
Não tenha medo, nem te aflijas,
Por  mais que o tempo nos abata,
Haverá muito tempo, além, ainda!
Haverá outros encontros, e outras estadas,
Pois o amor entre nós nos arrebata,
E por mais longe que nos levem as estradas...
Haverá muito tempo, mais...




27/07/2003
Edvaldo Rosa
Enviado por Edvaldo Rosa em 25/05/2005
Código do texto: T19685
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Edvaldo Rosa
São Paulo - São Paulo - Brasil, 59 anos
1820 textos (190488 leituras)
23 áudios (10877 audições)
39 e-livros (11008 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 28/10/20 06:03)
Edvaldo Rosa

Site do Escritor