Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema II!

Poema II!

Eu nunca descobri nada!
Eu não sou um descobridor,
Muito menos um desbravador,
Sou apenas um aprendiz,
Escrevo com carvão ou giz,
Porque estou certo que não sei nada.

Eu apenas sigo as pegadas,
Porque sei que por onde passo,
Outros passos também passaram,
Também procuravam e acharam,
As mesmas portas e entradas,
Que hoje eu também busco e acho.

Sou apenas um papel,
Talvez uma estrela no céu,
Um grão na terra batida,
O pólen de uma flor perdida,
A água que já foi gelo,
Sou apenas um novelo.

Fui entalhado assim,
Tenho um principio e um fim,
Sou parte do universo,
É com ele que rimo o verso,
Nunca descobri o certo,
Mas por ele sou descoberto!

Santaroza
SANTAROZA
Enviado por SANTAROZA em 12/02/2010
Código do texto: T2083707


Comentários

Sobre o autor
SANTAROZA
Zacarias - São Paulo - Brasil, 65 anos
138 textos (4138 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/03/21 19:24)
SANTAROZA