Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Meu corpo um dia quero pó,
Quero cinzas a serem lançadas
No dorso do mar esverdeado
Para que sejam acalentadas pelas águas.

Não sinta tristeza quando partir
Não se arrependa de tudo
O que não disseste a mim;
Pois teu pensamento juro que ouvi, 
chorei e guardei dentro de mim.
Veja-me como brisa 
a beijar-te a face nas manhãs de sol.

Partirei num dia de chuva
A mesma chuva que tanto amei.
Viajarei até a lua
E de lá te olharei...

Se na fogueira de outras eras retornei,
Hei de ir desta para o velho ciclo completar.
E como uma fênix novamente renascer
É um constante purificar!

Fadas e borboletas me guiaram,
Partirei como for, sorrindo!
Pois desabrocharei como nova flor
Só que com menos espinhos...
Monet Carmo
Enviado por Monet Carmo em 04/08/2006
Reeditado em 07/08/2006
Código do texto: T208921
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre a autora
Monet Carmo
Belém - Pará - Brasil, 41 anos
3252 textos (331927 leituras)
82 áudios (10648 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/03/21 02:32)
Monet Carmo