O PICO DA CORDILHEIRA E VOCÊ

Que engraçada a sensação

de ver da alameda em planície,

teus olhos nas altas janelas,

e em seguida, por detrás delas,

o pico nevado da cordilheira.

Inevitável. Falo em pico,

penso em ti,

e já começo a pensar besteira.

Verdade. Mas você ao contrário,

não neva. Me incendeia inteira.

Débora Denadai
Enviado por Débora Denadai em 02/06/2005
Código do texto: T21603
Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.