O POETA!

Brilha o sol!...

Resplandece o luar

Bailam estrelas

no infinito da alma,

Transbordando de si

lagos encantados

nascente na inspiração...

Desnudando-se

diante do mundo

em lágrimas de amor...

Em gotas de cristal!...

Fala um amante coração...

Sina e desilusão são marcas

de um amor impossível!...

Sorisos de felicidade,

momentos compartilhados

Gemidos de dor

na triste solidão...

Gritos resoam doloridos

na vastidão do universo

soltos da garganta,

vão rasgando o peito

expondo a alma;;;

Errante, passaro ferido

Buscando paz,

diz deste sentir

Perpetuado pela pena

fiel companheira!...

Tão louco e belo,

especial e singelo

o canto de quem vive

superando em si

a própria dor...

O infinito do sentir,

tatuado na alma,

palavras soltas,

em rima faz-se a poesia

bordando o destino

em luzes de quem vive

na escuridao...

Inconformado!...

Seja do passado

presente ou o sonho

Nas palavras a intensidade

danto vida aos sentimentos

vai desenhando em palavras

sua história...

Concreto no ser e existir...

Irreal do sonho, febril na verdade

Sentir para permanescer

Fiel a si mesmo

através do tempo e espeço.

num constante renascer

em seus próprios versos...

Sois luz, sois vida...

Sois tu O POETA!...

Santo André

SP-BR

CARMEN CRISTAL
Enviado por CARMEN CRISTAL em 04/06/2005
Código do texto: T22010
Classificação de conteúdo: seguro
Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.