Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

FADA - MADRINHA

A fonte do poema nunca é a alegria.
Esta é a própria poesia personificada,
a fada-madrinha viva, resoluta, saltitante:
o olho além da órbita, dentes além da boca.

Afinal, recados pro coração são sempre lágrimas
entre o confrangimento e o sorriso encabulado.

Poemas são, apenas, olhos do coração,
e ambos são chorões por sua própria natureza.
O sangue, líquido e escondidinho,
navega por caminhos impensáveis.
Passeia no compasso dos afetos.

Em ti e contigo, amadinha,
existe uma confidência
a que não estou acostumado:
sei que falas a voz profunda
dos aflitos, mas não a dos sem-Deus,
e estes são pequenos,
perderam-se faz muito tempo...

- Do livro OVO DE COLOMBO. Porto Alegre: Alcance, 2005, p.24.
http://www.recantodasletras.com.br/poesias/23271
Joaquim Moncks
Enviado por Joaquim Moncks em 09/06/2005
Reeditado em 01/07/2011
Código do texto: T23271
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Joaquim Moncks
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 73 anos
3576 textos (901583 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/07/20 08:44)
Joaquim Moncks