ANTES DE TI. TUA VOZ CHEGOU ANTES

Incontáveis as vezes e

inumeráveis os momentos

em que me pus a buscar,

paciente, na memória,

a hora exata da tua chegada,

o preciso momento

em que vieste,

aportaste e entraste

em minha história.

Não sei dizer ao certo,

como foi que isto se deu:

não sei dizer, nem de perto,

de que modo isto nasceu.

Só uma coisa pude precisar:

tua voz chegou antes .

Antes de ti,

antes do teu olhar

Antes, muito antes.

Como um navio que se sabe

em algum ponto distante

cujo som de longe invade.

Assim, tua voz. Antes.

Como veio, continua.

Permanece.

Ressoa, ecoa, flutua.

Abraça. Beija. Aquece.

Há os sons da rua.

Gente vendendo coisas,

crianças no parque.

Mas só uma voz: a tua.

Há tanta coisa a ser dita,

tanta coisa importante...

e eu parada: meio tonta, meio aflita

com a tua voz,

que, de novo,

veio antes ...

Débora Denadai
Enviado por Débora Denadai em 11/06/2005
Código do texto: T23899
Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.