EIS

Vestida de verbena

Leve como flor de pessegueiro

Corada como os matizes da aurora

Com a face tomada por um sorriso

Eis que surge plena de cores, sons e cheiros

Aquela que invadiu a morada de meus sonhos.

Otávio Coral
Enviado por Otávio Coral em 11/06/2005
Código do texto: T23953