BUM!

Sou próton

De positividade profunda

A viver dentro de um núcleo

Atada às convenções

Sem esquecer das emoções

Sou nêutron

De imparcialidade latente

Presa em cerne letal

Ligada a compromissos

Sem negociar teus serviços

Sou elétron

De negatividade pouca

Circundo a volta de um centro

Livre, rumo incerto, longe da apatia

Sem descuidar da necessária poesia

Sou dia, sou noite

Sou chuva, sou sol

Sou delicada, irônica

Concluindo, uma bomba atômica