Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A Gaiola



by Robério Matos



Negligente, deixei aberta a porta
E por ela minha vida, livre
Bateu asas e foi-se embora.

De tantos anos aprisionada,
Inconsciente, acreditei no seu apego
Confiante em que cedo retornaria.
O silêncio e desencantos, todavia,
A cada dia minaram a esperança.

A toda hora e a cada instante
Ouvia o seu canto inconfundível;
Ora aqui, ora acolá, sempre via
Os fantasmas presos à gaiola
Que tanto venerei consciente
Crente que de lá jamais fugiria.


Robério Matos
Enviado por Robério Matos em 18/03/2011
Reeditado em 18/03/2011
Código do texto: T2855648


Comentários

Sobre o autor
Robério Matos
Natal - Rio Grande do Norte - Brasil, 67 anos
73 textos (3419 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/04/20 09:00)
Robério Matos