Amor jamais morre

Latente ele se debate

E quando o corpo esfria

A alma se perde em meandros

Adormece

Quando não tem reflexo

Silencia

Ah o amor esse jugo

Que nos mantém atrelados

Fincados na vida

Nos mantém vivos

Consumidos em chamas

Se nos devora

E quando dorme

Enrigecemos

Nos perdemos de nós

Vagamos

Sem identidade

Angélica Teresa Faiz Almstadter
Enviado por Angélica Teresa Faiz Almstadter em 29/06/2005
Código do texto: T29115
Classificação de conteúdo: seguro
Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.