Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O Adormecer das cordas


Fez-se arquejada a noite na tua lira
Branqueou as floreiras e os arvoredos
Cessou a melodia antes das núpcias
Foi-se então o dia cantando ao que ferira
Na dobra das horas enfunadas pelos medos
Calada e ensimesmada calou a súcia
Já não há mais recordação a guardar
Se todo o gesto fez-se mira no reflexo
E se perdeu entre o desassossego dos passantes
Tangidas as cordas já não podem vibrar
Perdeu-se nas labaredas do convexo
No jogo lúdico dos dispersos amantes
Angélica Teresa Almstadter
Enviado por Angélica Teresa Almstadter em 29/06/2005
Código do texto: T29124

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
Angélica Teresa Almstadter
Campinas - São Paulo - Brasil, 65 anos
1101 textos (64482 leituras)
25 áudios (3312 audições)
1 e-livros (254 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/07/20 20:08)
Angélica Teresa Almstadter