Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Hoje, ao Debruçar à Janela...

Hoje, ao debruçar à janela...
Meus olhos não mais faíscam estrelas
Pela emoção sentida com tua chegada.

Hoje, o pulsar constante deste coração;
Sempre a meditar a solitária estrela...
Contempla com saudade, noites escuras.

Hoje, meu rosto de diferentes nuances;
Contempla pela janela do quarto
Esta obscuridade que insiste em ficar.

Nosso amor de magias e estrelas
Sedento pelo faiscar dos meus olhos
Estremece ansioso pela volta dos teus afagos.

04/07/05
LuliCoutinho
Enviado por LuliCoutinho em 04/07/2005
Reeditado em 06/01/2006
Código do texto: T30926
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre a autora
LuliCoutinho
São Paulo - São Paulo - Brasil
857 textos (160160 leituras)
2 áudios (434 audições)
7 e-livros (1323 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/07/20 15:57)
LuliCoutinho