Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SONETO DA INSÔNIA

Já é madrugada, perdi meu sono,
Só – penso na vida,... Nada de sono,
Sufocante silêncio do meu quarto,
Só – penso a vida,... Já me sinto farto.
A vida é pra viver, não só pensar!
Filosofando: “Cogito, ergo sum”.
Penso o que passou, passa e vai passar –
Nos bons, nos maus momentos – um por um.
Só, no meio da escuridão que fala,
Voz do silêncio que nunca se cala.
Basta! Ser feliz minh’alma precisa –
Saio para a rua, no céu o luar,
Em meu rosto, o sopro do vento, a brisa,
Eis que a vida, feliz, vem me saudar.






http://manoeldealmeida.blogspot.com/
Manoel de Almeida
Enviado por Manoel de Almeida em 11/08/2011
Código do texto: T3152715

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Manoel de Almeida
Campo Grande - Mato Grosso do Sul - Brasil, 59 anos
735 textos (16164 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/12/17 00:53)
Manoel de Almeida