Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O que queres de mim

Quem foi que lhe disse que amar demais é sofrer?
É muito para mim e pra você
Não quero ver a morte de longe
Não pretendo me arrastar
Às vezes sufoca, e como sufoca

Onde está a minha melhor amiga
Isso não é brincadeira é submersão
Ah conflito
Ah dúvida
Ah esperança
Ah intenções enérgicas e alérgicas

Alegria que me desculpe, nem me lembro
Por isso pretendo querer, e
Só lhe peço um pouquinho de paciência

Dê um basta nessa dor
Mais não mude de idéia
Não lhe desobedeça jamais

E se insistir em sofrer;
Que sofra bem devagarzinho
Para que eu tenha mais tempo para curar essa dor

E se for me amar, que me ame aos poucos
Para que nunca se esgote o que você sente por mim

Mais se for me abandonar, não tenha pressa
Sei que tenho muito medo, e
Ainda não aprendi me defender do seu amor

Porem se um dia não houver mais nada a fazer
Conte-me outra história
O sono se foi
Vamos nos aventurar outra vez.




Ferdinando Tropick
Enviado por Ferdinando Tropick em 11/08/2011
Reeditado em 14/09/2011
Código do texto: T3153247
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ferdinando Tropick
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil
84 textos (1217 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/12/17 23:49)
Ferdinando Tropick