Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MEU ENCANTO

Quando te via na rua, num canto,
meu peito de alegria arfava.
Quando tu enxugaste meu pranto,
descobri o quanto lhe amava.
Quando tive teu corpo e foi tanto,
que o meu não vivia, flutuava.
Quando nos unimos, eu garanto,
que minha alma vibrava.
E hoje ainda, meu ENCANTO,
te desejo mais que desejava.

Teu coração do meu é dono.
Sou teu nesta e noutras vidas.
Sem te ter ao lado, perco o sono.
É ter jardim sem margaridas.
Te dei meu reino, meu trono.
Curaste todas as minhas feridas.
Sem ti viveria no abandono,
sangue jorrando por veias partidas.
Meu peito seria eterno outono
e um livro de páginas não lidas.
Téo Diniz
Enviado por Téo Diniz em 11/08/2011
Código do texto: T3153288
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Téo Diniz
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 66 anos
3495 textos (90672 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/17 17:15)
Téo Diniz