Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Senta aqui, meu Pai do Céu!


Euna Britto de Oliveira


Catarina de Médicis,
Catarina da Rússia,
O Brasil sem Catarina,
A não ser as do povo
E, com o devido respeito,
Catarina, a macaquinha, que até imita uma rainha!...
Repetidas crises de choro,
Muitas Carolinas!...
Já falei,
Já repeti
Que não quero ouvir a voz do quero-quero!...

Senta aqui, meu Pai do Céu!
Vem me contar a história de teus muitos mundos,
De tuas moradas,
De teus filhos alienígenas, se é que existem!...
Sou como formiga que nunca explorou nada além do espaço
Circunscrito ao próprio formigueiro...
Morre-se de anos,
Morre-se de medo,
Vive-se de sonhos,
Move-me o desejo!...

Quando as pessoas querem, elas fazem, elas vão...
Quando não querem, é em vão todo convite, todo pedido,
Todo chamado humano!...
Entra ano, sai ano,
Abre-se o tempo, fecha-se o tempo,
E não se abre o pano!
Até que todos os corações se abram???!!!...

♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥...
Euna Britto de Oliveira
Enviado por Euna Britto de Oliveira em 17/08/2011
Código do texto: T3166479
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Euna Britto de Oliveira
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil
995 textos (37721 leituras)
6 áudios (365 audições)
12 e-livros (693 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/10/19 05:10)
Euna Britto de Oliveira