Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Cotidiano

Meio-dia.
Uma mulher que gira. Que luta. Que ver
sempre as mesmas coisas.

Meia-volta, meio-círculo.
Uma mulher que foge. Que volta. Que diz
sempre as mesmas coisas.

Meia-vida, meia-morte.
Uma mulher que surge. Que desaparece. Que vibra
sempre pelas mesmas coisas.

Meia-taça, meia-cheia.
Uma mulher que corre, escorre. Que explode, chove. Que lava
sempre as mesmas coisas.

Meio-dia.
Meia-tarde.
Meia-noite.

Um mulher que vive. Metade...
Uma meia mulher que vive.
Uma mulher,
que vive pela meta...
de:

TALITA DE ASSIS
Enviado por TALITA DE ASSIS em 02/09/2011
Reeditado em 02/09/2011
Código do texto: T3196563

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
TALITA DE ASSIS
Açu - Rio Grande do Norte - Brasil, 26 anos
4 textos (237 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/19 08:11)
TALITA DE ASSIS