Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

POESIA É ASSIM

"Meus filhos, ninguém escarnece da criação. O grão de areia é quase nada, mas parece uma estrela pequenina refletindo o sol de meu Deus..." (Chico Xavier)


Poesia é assim: quase nada
Nasce da vontade e da contrariedade
Da expressão e da supressão

Poesia é gesto
ação sem medidas
enquadramento da vida entre quatro palavras

Poesia é singular
pessoal
coletiva
erudita
popular


cp-araujo@uol.com.br
Célio Pires de Araujo
Enviado por Célio Pires de Araujo em 12/07/2005
Reeditado em 19/07/2006
Código do texto: T33400


Comentários

Sobre o autor
Célio Pires de Araujo
São Paulo - São Paulo - Brasil
1366 textos (38054 leituras)
2 e-livros (241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/08/20 05:40)