Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Mais um dia. Com a Interação da poetisa OLguinha Costa



Esse corredor chamado vida me encurrala...
A morte é a única saída.
Que hilário...
A lagarta sobe o muro
Em meu casulo me procuro e não acho.
A vida é esse corredor comprido, curto,
Quem mede o destino?
Como o cinismo num pão de alho...
Caminho com a pressa de uma tartaruga.
O tempo enruga.
O dia continua pousado na janela.

*****************************************************

 Interação: "OLGUINHA COSTA"


E.... pousado na janela
o dia encurrala
la vem bala
bala sem doce,acre , ocre
vida aditivada
num carrosel sem céu
nas venezianas baixas
a cruz é rasa e a lagarta sobre o muro
quase sempre fica no escuro da (catarata)
cirurgicamente é possivel tirar a venda dos olhos
e o alho queima e resolve
nao se envolve
nao decole sem asas
na morte acaba a sorte
as tartarugas vivem 400 anos
por dentro dos panos
invólocros em corredores desconhecidos
e destino é um teatro sem ensaio
nao tem, pra onde fugir
apenas enfrentar o espelho
e se preciso de joelho rogar a DEUS
e antes que digas não
pense que seu coraçao não é so seu....

***************************************************

                LIndooooooooooo! Obrigadaaaaaaaaaa !Te amo!


Laura Duque
Enviado por Laura Duque em 24/11/2011
Reeditado em 25/11/2011
Código do texto: T3353978

Comentários

Sobre a autora
Laura Duque
Cabo Frio - Rio de Janeiro - Brasil, 52 anos
293 textos (29128 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/04/20 04:24)
Laura Duque