Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Insónias


Os meus olhos diligentes, viajantes
Das noites frias e brancas, adormecem,
Silentes, nas penumbras e fenecem
No Tempo das falésias ruminantes.

Os meus olhos diligentes, errantes
Nos luares dos rouxinóis, parecem
Estrelas decadentes, e se esquecem,
Com vagar, da luz dos áureos semblantes!

Agora ouvem, tão-só, badaladas
Perdidas nos compassos da minh'alma
Que se aninha nos braços de vivalma...

E nem os secos sons das pipiladas
Que poisam nos beirais do arfante peito,
Acalmam este olhar ao ermo atreito!
Cristina Pires
Enviado por Cristina Pires em 13/07/2005
Código do texto: T33739


Comentários

Sobre a autora
Cristina Pires
França, 54 anos
87 textos (7335 leituras)
1 áudios (37 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 28/10/20 23:59)
Cristina Pires