Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O pobre amor de um trovador

Queria eu ser um trovador dos bão
Daqueis que faiz rima sem fim
Que sabe como abrir o coração
E com as palavra enfeita o mundo como o jasmim

Desejava eu fazê prosas bunita
Mostrar meus sentimento sem dó
Inchê seus ouvidos de alegria
E nunca mais me sinti só

Mas eu sô só um pobre sinhor
Que apenas tem um coração pra oferecê
Sem as curtura que os hôme inventô
Que verve da ignorança a mercê

Aceita ao menos o que te fereço
Uma cantoria bem linda
Que aprendi nos tempo de meu avô
E que por pensá em vósmice mais bela fica

Recebe meu carinho e afago
Cousa que só pra senhorita dô
E se a importunei foi porque a amo
E sem tê seu abraço num sei quem sô.
Bruno Dias
Enviado por Bruno Dias em 24/01/2007
Reeditado em 25/01/2007
Código do texto: T356955

Comentários

Sobre o autor
Bruno Dias
Vila Velha - Espírito Santo - Brasil, 42 anos
102 textos (3621 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/09/20 21:47)