Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

LIBERDADE

O passo não anda, o sonho não sonha,
a palavra desanda, êta vida bisonha!
calei, chorei!
Quebrei a cara num capricho qualquer,
atrás da saia de uma mulher

Censurei, camuflei a verdade,

a imponderável dualidade vivenciei,
nos contornos da emoção tangenciei,
a felicidade não era assim;
Aí calei, chorei!
Quebrei a cara num capricho qualquer,
atrás dos encantos de outra mulher.

Agora quero pura liberdade,
falar, extravasar à luz da razão,
a falsidade refletiu por aí,
a imagem distorcida refiz,
desfiz um capricho qualquer,
vesti a película do orgulho que restou,
hoje já não sou mais escravo
das tentações de nenhuma mulher.


fev/05

ANDRADE JORGE
Direitos autorais reservados
Registro Fundação Biblioteca Nacional
ANDRADE JORGE
Enviado por ANDRADE JORGE em 22/07/2005
Reeditado em 12/03/2014
Código do texto: T36842
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
ANDRADE JORGE
Jundiaí - São Paulo - Brasil
1186 textos (102442 leituras)
29 áudios (2112 audições)
2 e-livros (331 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/07/20 16:22)
ANDRADE JORGE