Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MISTÉRIOS DA MINHA ROSA

Rosa,
Rosa,
Minha Rosa,
Dize-me por que o teu perfume é diferente,
Se o perfume das Rosas é sempre de Rosas,
Não será o teu cheiro, minha Rosa,
Que é o perfume que as outras não tem?

Será que toda a minha saudade
Está no perfume que as outras não tem?

Rosa,
Rosa,
Minha Rosa.
Serás tão gostosa,
Que é do teu gosto que eu tenho saudades?

Minha Rosa,
Perfumosa,
Gostosa!

É do teu cheiro,
Do teu gosto,
Do teu sal,
Minha Rosa...

Rosa que chora,
Rosa que ri,
Manda, mas me implora
Pelo pouco e pelo que é tudo
Que penso te dar...

Poeta dos versos quebrados,
Não é nas tuas rimas que te escuto, mas,
Na cadência dos teus cânticos
Que solto a minha ave cativa para voar...

Rosa,
Rosa,
Minha Rosa,
No teu perfume me deito,
No teu gosto me deleito,
No teu compasso abro, cedo;
Não a quero apenas, me dou,
E é para dentro da minha alma que vens te abrigar
É no meu recanto que te vejo,
Que te guardo como se fosses minha,
Que te cheiro,
Que te idolatro, mas,
È lá, no me silêncio,
Que te percebo,
Gostosa Rosa, que também me amas...

Chico Steffanello
Enviado por Chico Steffanello em 06/02/2007
Código do texto: T372092

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Chico Steffanello
Sinop - Mato Grosso - Brasil, 61 anos
240 textos (28743 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/11/19 03:57)
Chico Steffanello