Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Esta estrada

É de jacintos, é de jacintos,
Esta estrada,
É de seda negra o céu,
É amor o que sinto nessas mãos estendidas,
Caem as folhas, crescem as flores,
Resta-nos os verbos de água bebidos,
Desses verdes das almas,
E do tão triste rio correndo sozinho.
Somos estes montes perdidos.

Vai de leve o vento levando outra semente parindo
Constantino Mendes Alves
Enviado por Constantino Mendes Alves em 08/02/2007
Reeditado em 08/02/2007
Código do texto: T374379

Comentários

Sobre o autor
Constantino Mendes Alves
Portugal
324 textos (3851 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/19 06:26)
Constantino Mendes Alves