Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CHICO BUARQUE

CHICO BUARQUE


Às 3 da manhã
Procurando Chico Buarque
No rádio.
Sábado quente!

Todas as opressões moram em mim
Eu entre lembranças
Precisado de Chico Buarque.

Minha ciência
É anarquia absoluta.
A noite resoluta
Carregada de sirenes, lá fora,
Ressoando nas paredes
Nos alicerces da minha escuridão.

Estou impotente, às 3 da manhã
Consternado com minha apatia
Histórica, procurando por Chico
Buarque no rádio.

Então Chico surge
Voz chinfrim
Tomando corpo
Do rádio para mim.

A pátria une-se
Exilados regressam
A força renova-se
À luta aconchega-se a razão:
A liberdade retorna inteira
Dos braços alastrados de parasitas
Dos inutilizados atrás da bandeira.

Chico Buarque de Hollanda
No rádio, doma o sábado fero
Torna meu medo quimera
Abastece-me de energia
Durmo, vigia da paz
Aprontando-me para debelar
A injustiça absurda
Que grassa pelo meu chão:
É sua a voz do Brasil esperança
no lamento do Brasil constatação.

Chico Buarque
No rádio
É o traço nacional de união

É perseverança e fé no amor
Que Chico desnuda
Em corpo de mulher
Perfeita que vem
Tatuar-se na minha solidão.
jgmoreira
Enviado por jgmoreira em 10/02/2007
Reeditado em 24/05/2007
Código do texto: T376443


Áudio
CHICO - jgmoreira

Comentários

Sobre o autor
jgmoreira
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 61 anos
447 textos (4101 leituras)
122 áudios (2981 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/09/20 23:45)
jgmoreira