Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Quotidiano...

Este quotidiano me esmaga...
Às vezes me faz desumano.
Outras vezes, dócil, me afaga!
Vagueio por estradas, desertos e serras...
Luto em batalhas, brigas e guerras...
Afogo-me na fúria dos mares!
Embebedo-me na cerveja dos bares...
Calcorreio vários espaços
e perco-me no aconchego dos teus braços!
Salto por entre os patamares da bruma.
Passeio por todas as vértebras da tua coluna...
Submeto-te ao peso do meu ser
até que exausto, tento adormecer...
...E depois volta o dia!
E com ele, voltam o tédio e a alegria
confundindo-se na minha vida,
de mãos dadas...
Dando gargalhadas...
Debochando da minha impotência
em trilhar com facilidade os caminhos
que se sucedem na minha existência!
Jacinto Valente
Enviado por Jacinto Valente em 11/02/2007
Reeditado em 25/09/2008
Código do texto: T377669

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Jacinto Valente
Portugal, 60 anos
114 textos (7076 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 25/09/20 21:16)
Jacinto Valente