Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Escaramuças Aladas!

De qual silêncio sai sem retorno,
Fumaça que se dilui pelos vários meses,
Nem um toque, nem um sinal, nada,
O medo que esconde o medo, tão morno,
Nada representa aquilo que faz falta,
O toque, o afago, talvez um beijo roubado,
Ver o brilho dos olhos além da voz nauta,
Nada de planos, apenas mais jeito, um recado,
Alguma vontade para ter dias felizes...
Não deixar o tempo criar uma solidão parada!

O relógio apontou para outros horários...

Peixão89
Peixão
Enviado por Peixão em 17/08/2012
Código do texto: T3835653
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2012. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peixão
Santo André - São Paulo - Brasil, 59 anos
3231 textos (121653 leituras)
1 e-livros (245 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/11/19 19:27)
Peixão