Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Morreram todas as pedras



 

 

 

Morreram todas as pedras,

quase todas as folhas,

algumas flores.

Quase todos os meus dedos como pedras,

todos os olhos como as flores,

talvez todos os segredos como todas as folhas.

 

Mas morreram todas as pedras.

Sabemos isso quase todos os dias

sem que os olhos lacrimejem

sem os dedos. Com as flores sorrindo,

Com as folhas procurando chão.

 

Constantino Mendes Alves
Enviado por Constantino Mendes Alves em 17/02/2007
Código do texto: T385034

Comentários

Sobre o autor
Constantino Mendes Alves
Portugal
324 textos (3851 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/12/19 19:23)
Constantino Mendes Alves