Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MENDIGO



Neila Costa

 

 
Olhar que se apodera
Da alma e do coração da gente.
Alguém sedento de compaixão,
Sempre à espera
Da caridosa e estendida mão
Que o absolva de mendigar
Pelas praças e avenidas.
Por cama tem o chão
De qualquer espaço.
Desconhece o aprendizado
E o amor.
Não teve a sorte de nascer sábio,
Não tem um teto
Tampouco um cobertor.
Muitos passam a seu lado
E disfarçam enxergar sua miséria,
Seu status de mendigo,
De um ser abandonado,
Um humano sem raça,
Sem graça,
Que traz consigo a desgraça
De eterno sofredor.
Peço a Deus pra acabar
Seu sofrimento
E também eliminar
Esse tão grande tormento
Dessa vida miserável,
Quisera ter comigo a solução
Pra reescrever sua historia
E dar-lhe uma nova versão.


Neila Costa
Neila Costa
Enviado por Neila Costa em 17/02/2007
Reeditado em 03/11/2009
Código do texto: T385035

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
Neila Costa
Natal - Rio Grande do Norte - Brasil
128 textos (5268 leituras)
66 áudios (3751 audições)
1 e-livros (41 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 28/09/20 16:03)
Neila Costa