Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

VIDA DUPLA



Cada poeta sua magia tem
A poesia é semente fértil
Que no jardim de nosso peito
Fixa-se, germina, vai além
Do que os humanos vislumbram
Na imensidão de seus pensamentos
Os quereres poéticos, por vezes
Lamentos...Choram quietos!
Quem entende a alma do poeta?
Sua realidade é uma...
Seu sonho é outro...
Bárbaro confronto!
A vida prosaica...a labuta
Trunca os anseios da inspiração
A vida fantástica da alma em festa
Fica submersa no cotidiano...é o que resta!
Quem dera ao poeta viver o sonho
Que seu eu carrega?
Dar-se na entrega de amores irreais...
Viajar em conjunções astrais...
Sem um saber nenhum das confusões terrenas
Romper barreira da ética...
Desconfigurar a estética...
Subir...subir...até aos píncaros do surreal
Amor atingir...navegar...flutuar e no
Horizonte de um maior devaneio repousar...

O agora grita...a alma aflita desperta...
Retorna ao corpo, inerte...
Até que a poesia, outra vez, a desperte!
Denise Severgnini
Enviado por Denise Severgnini em 29/07/2005
Código do texto: T38632


Comentários

Sobre a autora
Denise Severgnini
Novo Hamburgo - Rio Grande do Sul - Brasil, 61 anos
11345 textos (952648 leituras)
16 áudios (8941 audições)
311 e-livros (34557 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/07/20 10:36)
Denise Severgnini