Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

NASCIMENTO

O poema é como a Amada,
tem mãos finas
e unhas pintadas.

Entre o choro e o riso
o poema nasce.
Na solidão dos seres,
na dimensão do adeus.

Nasce o poema
entre o sal e o esperma,
geração de pedra
e pó.

Enfim, na leveza do ar,
o poema deve ser
resfolegado
entre a razão
e o aço.

Passo por passo.

– Do livro OVO DE COLOMBO. Porto Alegre: Alcance, 2005, p. 21.
http://www.recantodasletras.com.br/poesias/40115
Joaquim Moncks
Enviado por Joaquim Moncks em 04/08/2005
Reeditado em 05/07/2011
Código do texto: T40115
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Joaquim Moncks
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 73 anos
3613 textos (908242 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/08/20 11:29)
Joaquim Moncks