Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SEXTA-FEIRA NO MORRO DA CRUZ

A noite
fendida nas entranhas
coabita pirilampos.

Agês e atabaques
despertam ofegantes Orixás.

Mamãe Oxum joga búzios:
brincos de angústia iluminados.

Habitam a favela
despencados Mitos.

Oxalá, braços abertos,
abraça os homens
em comunhão.

No cruzeiro,
velas acesas iluminam oferendas:
estrelas caídas sobre a encosta.

Por entre vielas estreitas,
nos olhos das imagens
transita a imensidão.
 
Do livro FORÇA CENTRÍFUGA. Porto Alegre: Livr. e Ed. Porto Alegre, 2ª ed., 1979, p. 47:8.
http://www.recantodasletras.com.br/poesias/40825
Joaquim Moncks
Enviado por Joaquim Moncks em 06/08/2005
Reeditado em 28/02/2008
Código do texto: T40825
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Joaquim Moncks
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 74 anos
3674 textos (917878 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/20 21:48)
Joaquim Moncks