Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PECULIARES ABRIGOS

A cidade demanda palavras já mortas
Refulgindo ao sol do meio-dia, entre ardentes coxas
Sucessivas meninas que desfilam mistérios.
A mesma sombra subsiste entre tempos e vacilos
Distendidas mãos, corpos latentes,
Palavras que já não uso, conchas onde não
Ouço mais o mar, onde peculiares abrigos
Me escondiam:
Confirmo regressos, destaco palmas
Na porta da antiga casa onde antes eu
Existia.


www.quintaldaruaacre.blogspot.com
PHYLOS
Enviado por PHYLOS em 17/03/2007
Código do texto: T415554


Comentários

Sobre o autor
PHYLOS
São Paulo - São Paulo - Brasil
49 textos (5817 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/09/20 14:00)
PHYLOS