Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Minhas Mãos

Minhas Mãos.
Delasnieve Daspet
 .
Tentei ser pura como a água cristalina.
Suave como a brisa matutina.
Doce como a fragância da rosa.
Manhosa como o regato que corre na montanha.
.
Mas noto - agora - com o passar do tempo
Uma mudança na rotina de meus gestos.
Só me dei conta  ao lavar as mãos....
.
Minhas mãos!...
Tão rápidas. Tão ágeis.
Com longas unhas vermelhas,
Em flagrante contrate com a pele morena.
.
Todos os meus dedos mudaram.
Ficaram ousados.
Me perseguem. Chegam primeiro do que eu
Nos lugares. Me desafiam
Com notável desenvoltura!
.
Minhas mãos estão demasiadamente sensuais.
Talvez fosse por isso que por anos
As mantive com unhas curtas, cativa da tesoura.
Agora,  longas e vermelhas, são lascivas!
.
Tem vida própria.
São marginais de mim.
Marcas do pecado. Da hipocrisia.
Já não as reconheço.
Tão notáveis estão
As minhas mãos!
DD_24,00 hs - 03-07-2002 - Campo Grande MS
http://www.usinadeletras.com.br/exibelotexto.php?cod=42903&cat=Poesias&vinda=S
http://delasnievedaspet.blogspot.com.br/2013/06/minhas-maos-delasnieve-daspet.html
Delasnieve Daspet
Enviado por Delasnieve Daspet em 06/06/2013
Código do texto: T4328990
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autoria: Delasnieve Daspet). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Delasnieve Daspet
Campo Grande - Mato Grosso do Sul - Brasil, 68 anos
694 textos (32040 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/07/19 22:26)
Delasnieve Daspet