Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MANUAL DE INSTRUÇÕES


A noite desce[sem remorso ]
No sono esqueço todos os pesadelos
Eis que outra manhã invade a fresta
Assim...sem querer...amanheço

Observo a palma da mão
Que servirá ao rosto exausto
Abro a janela de paisagem fria
Procuro como ar o que é real

A retina segue qualquer caminho
Duvidando de tudo o que existe
As vezes a multidão é exílio
E minha alegria é quase triste

Não sei. ..não sei...

Na derme que hospeda o tempo
Há um baú de recordações:
A casa antiga, de matizes azuis
Paredes frágeis e sombrias
Os corredores de silêncio sujo
Que abrigam culpas esquecidas

Como calar a dor
Que geme escondida
No porão da alma?

Como cessar a tempestade
Que inunda a memória
De rostos e frases
De promessas e adeus?

Não sei, não sei ...

Como todo escravo
Servindo a sua própria miséria
Trago os punhos livres
Mas mente atada ao que nunca será  meu

Quem dera que a vida trouxesse
Um manual de instruções
Que ensinasse sobre a dificil arte
De atar os laços e desfazer os nós .





Franciane Cruz
Enviado por Franciane Cruz em 02/09/2013
Reeditado em 10/05/2016
Código do texto: T4463152
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Franciane Cruz
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil, 39 anos
43 textos (2542 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/11/19 20:57)