Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SÍLABA DA CONFISSÃO

E como não ser grato àqueles
que por vezes várias,
confusos,
aturam o choramingar
inquieto, soluçante?

Existe algo mais puro
no ser humano
que o seu coração alado?

E a Poesia
não é esta voz cruciante
que nos delata
na alquebrada
sílaba da confissão?

– Do livro BULA DE REMÉDIO, 2005/2009.
http://www.recantodasletras.com.br/poesias/44844
Joaquim Moncks
Enviado por Joaquim Moncks em 24/08/2005
Reeditado em 02/06/2009
Código do texto: T44844
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Joaquim Moncks
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 73 anos
3613 textos (908213 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/08/20 06:39)
Joaquim Moncks