Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O DIA SEGUINTE

Há sempre uma boca sedenta,
suja de menta,
lambuzada de pimenta.
E o horizonte é o dia seguinte.

(o que dói é o martírio.
Só o espiritual não cansa.
O nada é a fonte inesgotável.)

Pode ser angústia
longa espera,
o imprevisível,
o imprevisto.

Todo o horizonte perde-se
em esperas,
no olho comprido
das lonjuras
e dos esconderijos.

Do livro OVO DE COLOMBO. Porto Alegre: Alcance, 2005, p. 44.
http://www.recantodasletras.com.br/visualizar.php?idt=45791
Joaquim Moncks
Enviado por Joaquim Moncks em 28/08/2005
Reeditado em 11/01/2007
Código do texto: T45791
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Joaquim Moncks
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 73 anos
3587 textos (903595 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/07/20 09:17)
Joaquim Moncks