Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SERESTA II

Ai, solidão de aço!
Essas seis cordas num braço,
e o dedilhar de ausências
para o comboio de cansaços.

O tamborilar dos dedos
vai rebatendo medos,
e a noite andeja é uma clave de sol
enluarada, que viceja.

Assim, a pureza caminha sozinha,
lume sobre o alambrado de cordas,
cantando, em lusco-fusco,

a ausência,
a cada compasso.

- Do livro OVO DE COLOMBO. Porto Alegre: Alcance, 2005, p. 23.
http://www.recantodasletras.com.br/poesias/47459
Joaquim Moncks
Enviado por Joaquim Moncks em 04/09/2005
Reeditado em 26/02/2008
Código do texto: T47459
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Joaquim Moncks
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 73 anos
3577 textos (901590 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/07/20 11:30)
Joaquim Moncks