O beijo

Beijo,

Momento sublime

Lábios que se tocam

Sem pressa,

Se exploram e demoram

Conhecem seus sentidos,

Contam segredos,

Descobrem céus;

Línguas que dançam

Valsas e rodopiam,

Mordiscam-se, ousam-se,

Não param e não calam

Os corpos que se amam;

Beijo ... ah o Beijo...

Começo de tudo

Tudo no final.