Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Despertar

É certo que desperto tarde,
Vejo o sol já de cara e alma lavadas,
Perco algumas manhãs.

Os corais de penas há muito recolheram seus instrumentos,
Em bandos já se foram pra uma praça qualquer.

Meu relógio biológico,
Há muito procura uma relojoaria,
Uma hora encontro uma que esteja aberta.

Pão, no meu horário, só adormecido.

Enquanto não desperto,
Vou sonhando,
Conduzindo meus desejos.

E a você que há muito despertou,
Um excelente dia.

É o que nos meus verdadeiros sonhos,
Tenuamente desejo...
Bruno Fernando
Enviado por Bruno Fernando em 05/06/2014
Código do texto: T4833250
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Fernando Llafer). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Bruno Fernando
São Paulo - São Paulo - Brasil, 36 anos
69 textos (2871 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/11/19 11:28)
Bruno Fernando