Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Passagens

Como pode o sol brilhar
com a chuva riscando o céu?
Despreocupadamente,
na correnteza de tenros anos
navega o barquinho de papel
De repente, chega aos trinta com disposição,
espantando a solidão querendo atracar
no porto das posições
Conquistar espaços, afirmar
marcar território, autenticar a firma
Num cartório uma aliança achar,
consumir preocupações
Anos trás trinta e cinco,
perder o saldo no balanço
dos cinco passados
rumo aos cinco futuros,
equilibrando-se na bicicleta das ilusões,
pedalando emoções
assobiando esquecimentos ao ritmo
de rain drops keep falling on my head
Sucessos e fracassos na coleção
Curvas e retas a encarar!
Visão em meio de névoas
redundantemente turvas
e aí, aparecem os quarenta
Oh céus! Clemência !
Que tarda os cinquenta e a previdência!
Querer agora prender o tempo
para da lembrança não fugir
o vestido efémero da Marilyn
voando na altura dos joelhos
A cavalgada das valquírias,
o gosto da sopa de fubá
com broto de cambuquira
Que se danem os deveres a cumprir!
Ainda a sonhar com a liberdade,
acordar com o som
dos balangandãs da Carmem
Gozar um prazer e de novo, acender o pavio
Vem comigo ficar barco, não virar navio
Amar um dia, vamos ler mais poesias
Plínio Sgarbi
Enviado por Plínio Sgarbi em 08/09/2005
Reeditado em 06/12/2012
Código do texto: T48608
Classificação de conteúdo: seguro


Áudio
Passagens - Plínio Sgarbi

Comentários

Sobre o autor
Plínio Sgarbi
Jaú - São Paulo - Brasil, 58 anos
241 textos (247873 leituras)
21 áudios (3309 audições)
5 e-livros (531 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 27/11/20 01:59)
Plínio Sgarbi