Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O BRUXO DERRAMA A VERVE

(para José Moreira da Silva, mestre e oráculo)

Canto 01

O bruxo derrama a verve de amor.
Sexo.Testosterona aos vinte anos.
Bebe-se água pura nos sapatos do tempo
e as donzelas soberanamente
ganham fôlego.
Todas noites de idas e vindas,
– que a semente era boa –
mascate de sonhos e de processos,
saem dele (e de mim ainda) as energias
que movem o mundo.

Palavra sabe dos sinos
e no bimbalhar destes o som é mouco,
pouco para a necessária energia.
O mestre doutrina seus amores.
Trôpego, mimoso, é o carinho nos braços.
Pernambucanos abraços.
Amores vagos, tão jocosos,
enquanto nesta quadra quase octogenária
a razão escancara seus oráculos.

Somos cinco aprendizes de mãos dadas.
A energia vem com um chapéu de sombras
e se esgota
no pentágono de pálpebras chorosas.
Angulares os amores,
perdas são clavas mestras.
Esvai-se o cálice para além de meus
temores. Brinda-se o poeta.

E me sinto pronto para abortar os medos.
São tímidos cansaços (os nossos)
nestas raízes do ópio dos dias.

Declaro-me impotente sob todos os dardos
e não renego o sussurro das lembranças.
O hálito das esquinas consome a minha insânia.

Canto 02

Viemos de longe em novo tempo,
como os pregadores do Evangelho.
Sobre terras e mares debruça-se a oração.
Há um gozo que me colhe nos jardins,
rara consciência dos sossegos.

Águas turvas de amor e ódio,
o foco resiste denodadamente.
Ainda há luz sobre trevas,
e o olho energético pisca suas pálpebras.

Na mesa pentagonal de luzes,
o fio de prata costura a boca,
nos ritos de morte e vida.

Ainda há sonhos
e a mesma luz tropeça entre frestas
e aleluias.

Há espíritos dispersos
bebendo água nas cascatas.

O Cristo cruza a perna sobre o madeiro
e abençoa rosas vermelhas para os aflitos.

Do livro OVO DE COLOMBO. Porto Alegre: Alcance, 2005, p. 46:7.
Joaquim Moncks
Enviado por Joaquim Moncks em 09/09/2005
Reeditado em 25/09/2005
Código do texto: T49148
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Joaquim Moncks
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 73 anos
3550 textos (893061 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/06/20 01:45)
Joaquim Moncks