Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ao poeta Horácio Dídimo

A cada poema que leio
Mais aumenta o meu respeito,
Encanto e admiração.

Doces naves de poesia
Que para o meu coração
Trazem amor e alegria.

E sobre as mais brancas nuvens
Nas asas da fantasia
Salta do peito a canção.

A sua nave de prata
Fascina e faz brilhante
A minha nave de lata.

Linda! a nave de rubi,
Cheia de amor e poesia,
Me leva pra longe daqui!

Seus versos fazem sonhar
Com um mundo diferente
Onde a lei é só amar.

Cheia de felicidade, imagino a fazendinha
E, em meio a tantos sonhos,
Brinco na chuva à tardinha.

Poesia da brisa brilhante
Em que minh'alma passeia
Nessa nave de diamante.

Anabe Lopes
Enviado por Anabe Lopes em 18/05/2007
Código do texto: T492272
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre a autora
Anabe Lopes
Taguatinga - Distrito Federal - Brasil, 55 anos
107 textos (13061 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 28/02/21 23:01)
Anabe Lopes