Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ao poeta Horácio Dídimo

A cada poema que leio
Mais aumenta o meu respeito,
Encanto e admiração.

Doces naves de poesia
Que para o meu coração
Trazem amor e alegria.

E sobre as mais brancas nuvens
Nas asas da fantasia
Salta do peito a canção.

A sua nave de prata
Fascina e faz brilhante
A minha nave de lata.

Linda! a nave de rubi,
Cheia de amor e poesia,
Me leva pra longe daqui!

Seus versos fazem sonhar
Com um mundo diferente
Onde a lei é só amar.

Cheia de felicidade, imagino a fazendinha
E, em meio a tantos sonhos,
Brinco na chuva à tardinha.

Poesia da brisa brilhante
Em que minh'alma passeia
Nessa nave de diamante.

Anabe Lopes
Enviado por Anabe Lopes em 18/05/2007
Código do texto: T492272
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Anabe Lopes
Taguatinga - Distrito Federal - Brasil, 52 anos
107 textos (12739 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/12/18 20:37)
Anabe Lopes