Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Constância do transitório

Beije a minha seda
E case com a sua audácia,
Leve consigo o meu ardor
E esqueça aqui as ruas molhadas

Dance nos bares em que morei
E deixe-me laçar os meus dedos,
Costure os seus risos
E destrua as minhas verdades

Seja o que eu sempre fui
E brinque de nunca estar,
Goze das minhas tragédias
E deixe estar as suas mentiras

Vaze como o vinho das uvas
E ame as meninas de puras luxúrias,
Tome posse dos palácios de penas
E ofegue sobre os vidros daquela outra janela

Rosne os seus anseios
E toque os pianos de pretas caudas,
Finja ser o que eu sempre quis
E abandone as coisas como estão.
Stephanie Correia
Enviado por Stephanie Correia em 03/06/2007
Código do texto: T511766
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Stephanie Correia
São Paulo - São Paulo - Brasil, 29 anos
71 textos (3490 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/10/19 03:42)
Stephanie Correia